Em jogo eletrizante, Náutico abre vantagem sobre o Santa nas semifinais do Pernambucano sub-17 de futsal

O Náutico fez valer o mando de quadra e conseguiu uma importante vitória sobre o Santa Cruz na primeira partida das semifinais do Campeonato Pernambucano sub-17 de futsal. Nos Aflitos, o Timbu contou com as boas defesas do goleiro Khalid e a eficiência dos jogadores de linha para vencer a Cobra Coral por 4×3. Agora o Náutico joga por um empate na próxima terça-feira, no Arruda, para se classificar à final. O Santa precisa devolver a derrota e levar o jogo para a prorrogação. Caso não saia vencedor no tempo extra a partida será decidida nos pênaltis.

O jogo

O Clássico das Emoções do futsal foi eletrizante do início ao fim. O Náutico soube usar o fator casa e logo abriu o placar com Luiz Gabriel. O Santa não se abateu e apresentou sua proposta ofensiva para buscar o empate. A equipe coral insistiu e igualou o marcador com Arleson em boa jogada ensaiada após falta cobrada. Aliás, o camisa 20 foi um dos destaques do Tricolor chamando a responsabilidade e tentando surpreender nas jogadas individuais.

A virada só não veio por que o goleiro alvirrubro fez grandes defesas. A resposta do Náutico veio em seguida com gol de Leonardo. Mas na comemoração o camisa 14 fez gestos obscenos aos jogadores do Santa e foi expulso. Com um homem a mais os visitantes trabalharam a bola tentando chegar ao empate mas a ansiedade bateu e o time errou o último passe sempre que tentou definir a jogada.

Foto: Bruno de Carvalho / Info Futsal Imagens

No segundo tempo o Santa logo empatou com Allan. O camisa 7  fez grande partida e deu muito trabalho aos alvirrubros. Com o 2×2 o jogo ficou corrido e com muitos contra-ataques. O Náutico mais uma vez foi fatal e abriu dois gols de vantagem após duas bobeiras da defesa coral. Douglas e Luiz Gabriel balançaram as redes para o Timbu.

O Santa partiu para o goleiro-linha e jogou os donos da casa para a quadra de defesa. Trabalhou a bola até achar os espaços e conseguiu diminuir o prejuízo com Allan. O jogo pegou fogo mas o empate coral não veio por que a noite era do goleiro alvirrubro Khalid. Ele seguiu fazendo grandes defesas e contou com a sorte quando o Santa acertou a trave nos segundos finais.

Compartilhe:
Matheus Silva

Jornalista com vasta experiência em coberturas esportivas, apaixonado por Futsal e atualmente Editor do Info Futsal.