Na base do “eu acredito” Sport conquista a Taça BR sub-20 de futsal

Há 4 dias atrás

A verdade é que o título do Sport na Taça Brasil sub-20 de futsal só foi possível graças ao entendimento dos jogadores em relação as próprias limitações, físicas principalmente.  Todos tinham consciência de que se fossem jogar de igual para igual com o Corinthians a pisa seria grande, afinal, a vivência dos paulistas na modalidade somado ao nível das competições que disputam é bem superior ao dos pernambucanos.

LEIA MAIS: Ha sete anos o Sport fazia história conquistando a Taça BR sub-20

Sport conquista a Copa Tronadon Adulto

Gols do título do Sport na Taça sub-15 2017

Alguns alvinegros jogam com o time adulto em partidas da Liga Nacional ou Paulista, já devem ter disputado mais de 20 jogos este ano entre amistosos e a Liga Metropolitana, fora o tempo em que estão atuando juntos.

O Sport venceu a Tronadon, foi vice num torneio em Goiana e parou nas semifinais da Copa PE, tudo isso com um time montado há poucos meses. E sejamos sinceros, o nível dessas competições, apesar de bom, é bem inferior comparado aos que o Corinthians joga.

O próprio Renan Franklin disse a mim antes da viagem que, caso enfrentasse o Corinthians numa eventual final, tinha em mente entrar com o goleiro-linha já no primeiro tempo. Numa quadra 40×20 e com mais um homem atuando com a bola era a única chance de evitar que o Timão colocasse seu jogo em prática. Bom, brincadeira dele ou não essa tática não foi usada principalmente graças ao triunfo no primeiro jogo (8×4), com grandes defesas de Neto, e que deu mais confiança ao time.

E foi justamente por achar que era bem superior, que o Corinthians acabou perdendo a decisão; a falha do goleiro no segundo gol (tentou dominar a bola com o peito) diz tudo sobre essa soberba alvinegra. O Sport foi sincero consigo mesmo, entrou em quadra para sofrer pressão e jogar por poucas bolas.

Fez o primeiro após um erro de passe onde Nairton se antecipou, roubou a bola e tocou para Matheus Cabo abrir o placar. Lá atrás Neto segurava a onda outra vez e, quando não podia, o Corinthians tropeçava no próprio erro. A cada minuto que passava o time paulista crescia em quadra e o Sport perdia forças devido ao cansaço físico e mental.

Uma prorrogação muito provavelmente daria o título ao Corinthians porque o Sport não ia ter pernas para aguentar. Mas é como eles mesmos dizem – “Deus é bom o tempo todo”. E quis papai do céu que o gol do título viesse de um erro do próprio Corinthians, para mostrar que mesmo sendo superior eles não eram perfeitos e poderiam falhar em algum momento.  Não entendam como um castigo divino, mas sim como uma derrota para o bem do próprio Corinthians.

PARA O BEM DE TODOS

Digam a verdade, os corintianos sendo bicampeões da Taça BR iam tirar alguma lição com o título? Teria alguma graça para um time acostumado a ganhar troféus de forma invicta? NÃO. Então foi bom para todo mundo. E para o Sport o consagração veio pelo esforço do time, não pelo jogo bonito, apesar de ser um time muito bom também. E que todos comemorem muito porque verdade seja dita – Se tivesse outro jogo hoje acho que o Leãozinho não iria aguentar kkkkkk.

Publicidade



Comentários