Divulgação

A verdadeira história do W.O do Santa Cruz no PE Adulto de Futsal

A eliminação do Santa Cruz ainda na primeira fase do Campeonato Pernambucano Adulto de Futsal, com direito a W.O na rodada final, ganhou mais um capítulo nesta segunda-feira. Horas depois do Info Futsal PE publicar uma notícia com as explicações do diretor de futsal adulto do clube, Flávio Santos, alguns jogadores procuraram o nosso blog para dar a sua versão. Também fomos atrás de outros e do técnico Franklin Silva para colher informações. Bom, agora é hora de ouvir o lado dos atletas e comissão técnica, esta segue à frente do futsal adulto.

ONDE TUDO COMEÇOU

A situação do Santa Cruz no Grupo C do Pernambucano começou a ficar complicada antes da partida contra o João Alfredo, na casa do rival. Apenas seis jogadores de linha mais o goleiro foram para a viagem de 106 km de distância até o município de João Alfredo, onde o Santa perdeu por 5×3 e ficou em situação delicada no grupo. O então técnico Alberson Torres pediu demissão do time e a diretoria colocou o auxiliar Franklin Silva em seu lugar.

CUMPRIR A ÚLTIMA RODADA

Mesmo sabendo que poderia jogar já eliminado contra o ABC em Paulista o elenco do Santa se comprometeu cumprir a última rodada. A equipe tinha alguns desfalques por conta de lesão mas o número de atletas à disposição era suficiente. No sábado (7), dia do jogo,  boa parte do elenco confirmou presença, entre eles o ala Matheus Félix.

Ao Info Futsal ele se defendeu afirmando que não concordou em abrir mão da partida: “No dia do jogo a lista tinha sete jogadores confirmados. Eu estava na lista mas como não tínhamos uma quantidade suficiente o Flávio mandou mensagem no grupo avisando que não ia ter jogo por falta de atletas”. A informação foi confirmada pelo técnico Franklin Silva, que acrescentou.

“Tínhamos atletas machucados e suspensos mas o número era suficiente e ainda teríamos o reforço de alguns meninos do sub-17. Mas no sábado pela manhã começaram a mandar mensagens no grupo (whatsapp) afirmando que não poderiam ir para a partida por diferentes motivos.  Mesmo assim fui para o Arruda, mas só apareceram quatro atletas e então dispensamos o transporte e os jogadores. O diretor (Flávio) foi ao Sesi de Paratibe comunicar que o Santa não participaria do jogo”.

Resumindo, o elenco coral se dividiu entre ir e não ir para o jogo e quem pagou o pato foi o Santa Cruz, campeão pela última vez em 2015, e que ficará para sempre com uma eliminação na fase de grupos e com direito a W.O na bagagem.

Compartilhe:
Matheus Silva

Jornalista com vasta experiência em coberturas esportivas, apaixonado por Futsal e atualmente Editor do Info Futsal.

NOTÍCIAS RELACIONADAS: